Notícias

Terra, Mãe de todas as Mães!

Terra, Mãe de todas as Mães!

Na pajelança cabocla conta-se que, on início, o mundo era todo coberto de água. Então veio o Girador (Deus) que trouxe Auí e seu povo para habitar as sete cidades que foram construídas sobre as águas. Porém um certo dia, Auí desobedeceu o Girador e olhou para o fundo de um redemoinho (o qual era proibido olhar) e viu no fundo dele o barro, material de que era feito o Girador.

Auí mergulhou no redemoinho e, com isso, provocou um grande desequilíbrio: liberou Anhanga, o resto da natureza que habitava o fundo das águas e fez aflorar para a superfície da terra o que havia embaixo do mar, formando a terra firme.

Auí e seu povo foram transformados em energias que passaram a habitar o fundo das águas, os Encantados ou Caruanas.

Então, o Girador deu ao Caruana Janaum a missão de espalhar e plainar a terra aflo-rada do mar, fazendo os vales, as planícies, os lagos, os igarapés, as cachoeiras e os rios.

Tudo feito com muito amor e cuidado para que a Terra fosse harmoniosa e bela.

O Girador lançou sobre a Terra aflorada as sementes da vida que deram origem aos seres humanos e a todos os seres viventes.

O Caruana Janaum é uma energia muito poderosa que não se manifesta no Pajé, mas impede que Anhanga, a energia dos restos da Natureza, não atrapalhe o trabalho da cura dos viventes.

Esse relato nos mostra a grande importância da Terra para todos os seres que vivem sobre ela, não só para nós, os seres humanos. A Terra é a nossa Grande Mãe, é ela que nos provê, é dela que vêm muitos alimentos, nosso sustento, as riquezas, o nosso trabalho. Ela é parte do todo, da natureza imensa em que tudo está ligado para que haja a harmonia e o equilíbrio de todos os seres e de todo o planeta.

Mas, infelizmente, na nossa Cultura, nós não somos ensinados a amar, a respeitar e a agradecer a Terra por tudo o que ela nos dá.

Nós temos destruído a Terra há muitos anos, geração após geração: escavando para procurar riquezas, tomando para poucos o que é de todos, de todo o planeta, de todos os seres.

A Terra, como uma grande mãe, nos perdoa e continua nos dando o que precisamos.

Mas muitos seres humanos têm feito muito mal para toda a Natureza.

Desde sempre ocorre uma destruição enorme ao meio ambiente, à natureza. Mas ela nos dá sinais de que está cansada, está enfraquecida e toda essa destruição pode se voltar contra nos, contra os seres vi-ventes. Como podemos acompanhar diariamente na grande mídia e até ao nosso lado, com furacões, terremotos, enchentes, altas e baixas temperaturas em níveis recordes.

Eu rezo e peço todos os dias para que as pessoas e os governantes percebam cada vez mais a importância de preservar o meio ambiente, a natureza, a nossa Terra, o nosso planeta. Porque tudo o que existe na natureza e no planeta está ligado entre si.

Ao fazermos mal ao meio ambiente, estamos fazendo mal a nós mesmos e a todos os seres viventes. A destruição da Terra e da Natureza é a nossa própria destruição.

Zeneida Lima é pajé caruana, ambientalista e escritora.
Ilustração de Zeneida Lima mostra o Caruana Janaum